Museu do Futuro de Dubai será inaugurado em 22 de fevereiro

sab, 19/02/2022 - 11:15
Publicado em:

 

O edifício em formato circular tem placas de aço inoxidável impressas em 3D em sua fachada e já é considerado uma maravilha arquitetônica antes mesmo de sua abertura. Os ingressos ainda não estão à venda.

O tão aguardado Museu do Futuro de Dubai já tem data para ser inaugurado. Em 22 de fevereiro, o prédio, que é considerado um dos mais bonitos do mundo, será aberto ao público. O anúncio foi feito pelo vice-presidente dos Emirados e governante de Dubai, Mohammed bin Rashid Al Maktoum, nesta quinta-feira (03).

O Museu do Futuro irá mostrar tecnologias avançadas que irão moldar a sociedade nas próximas décadas, como realidade virtual e aumentada, análise de big data, inteligência artificial e interação homem-máquina. O local pretende ser também uma incubadora de novas tecnologias e quer atrair os mais brilhantes inventores e empreendedores do mundo.

Seu formato futurista tem como missão abrir um novo caminho no meio dos arranha-céus que dominam o horizonte do emirado. A forma circular representa a humanidade; o monte verde sobre o qual está construído representa a terra, e o vazio no meio remete ao futuro desconhecido.

Tida como uma maravilha arquitetônica aclamado globalmente, a impressionante estrutura de metal conta com uma fachada de 17 mil metros quadrados coberta por 1.024 placas de aço inoxidável. Tais placas foram impressas em 3D por robôs, tecnologia inédita no Oriente Médio, e cada placa consiste em quatro camadas, com cada camada produzida em um processo de 16 etapas.

Entre os 14 mil metros de caligrafia árabe desenhados pelo artista emirati Mattar bin Lahej, fica a iluminação do prédio. Os dizeres são poesias de Mohammed Al Maktoum, governante de Dubai. O projeto arquitetônico é de Shaun Killa e o valor da construção foi estimado em 500 milhões de dirham, cerca de US$ 136 milhões.

Abrangendo uma área de 30 mil metros quadrados, a estrutura de sete andares tem 77 metros de altura. O espaço abrigará, além do museu, um centro de pesquisa com laboratórios e salas de aula, além de espaço para os frequentadores experimentarem novas tecnologias.

O museu será alimentado por 4.000 megawatts de energia solar produzida por uma estação conectada ao prédio. Um parque ao redor do museu abriga 80 espécies de plantas e conta com sistema de irrigação inteligente e automático. O edifício visa obter a certificação LEED Platinum, alinhado ao seu compromisso com a sustentabilidade.

Há dois caminhos para chegar ao museu, que fica na Sheikh Zayed Road. O primeiro é pela ponte de Jumeirah Emirates Towers, e o segundo, pela ponte da estação de metrô Emirates Towers.

A venda de ingressos ainda não foi aberta. Para mais informações, é preciso se inscrever na newsletter do museu.