Entrevista: Arthur Jafet, curador da Mostra Mundo Árabe de Cinema

ter, 21/09/2021 - 17:33
Publicado em:

 

A 16ª Mostra Mundo Árabe de Cinema, realizada de 20 de agosto a 16 de setembro, trouxe para o público brasileiro, em formato online, sete filmes inéditos e três debates com diretores e outros convidados, ratificando o sucesso da iniciativa como um evento consolidado no calendário cultural de São Paulo e, agora, com a plataforma virtual, de todo o país (clique aqui e saiba mais sobre a edição 2021).

Com exibições nas plataformas da Mostra e Sesc Digital, reforçou o caráter de diversidade dos países árabes e de aproximação com a sociedade brasileira, como tem sido ao longo de toda a trajetória da mostra, que projetou-se também no cenário internacional.

A Mostra 2021 foi realizada pelo Instituto da Cultura Árabe – ICArabe, com correalização do Sesc São Paulo – Serviço Social do Comércio, e patrocínio da Casa Árabe, com os apoiadores  Arteplex, Unifesp|Cátedra Edward Said de Estudos da Contemporaneidade|Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, CineFértilInstituto do Sono, Synapse Distribution e Confederação Suíça

Conversamos com o curador da Mostra, Arthur Jafet, sobre a edição 2021 o momento desafiador de enfrentamento à pandemia, que impactou as atividades culturais. Leia a seguir:

Portal ICArabe – Quais os maiores desafios para montar a Mostra em 2020 e 2021?

Arthur Jafet - Em decorrência dos efeitos pandemia, os órgãos culturais dependentes do comércio sofreram um terrível impacto orçamentário, sentidos ainda mais neste ano, o que levou a táticas de planejamento diversas, para que o público cativo e leal da Mostra fosse o minimamente afetado.

Portal ICArabe - Que critérios você usou para escolher os filmes desta edição?

Arthur Jafet - A julgar pelo despontar de novos nomes na cinematografia árabe, jovens e com sequelas dos movimentos migratórios recentes, e dos conflitos internos e externos em que engolfaram-se os diversos países representantes da região, deu-se-lhes prioridade; num segundo momento, foram selecionados também os grandes nomes sempre presentes nos festivais.

 

Portal ICArabe - Como a cultura – e em especial, o cinema – tem contribuído para as discussões atuais do mundo árabe?

Arthur Jafet - O cinema, como sétima arte, e representante do Mundo Árabe, é talvez uma das formas mais inteligíveis, através da criação e da clarividência com que expõe a urgência de tais discussões.

 

Portal ICArabe - Quais os aprendizados deixados neste período de enfrentamento da pandemia e os legados para as próximas edições?

Arthur Jafet - Aprendemos que não devemos jamais deixar de lado todas as demandas do público que movimenta essa manifestação cultural, e deixamos o legado de mais de R$250.000 em mídia espontânea e 2500 pessoas cadastradas em média para cada filme.