Fotógrafa Karine Garcêz lança livro sobre experiência no Oriente Médio

ter, 06/08/2019 - 16:34
Publicado em:

 

Lançamento da obra “Infância Refugiada - Retratos de um Conflito”, com roda de conversa e sessão de autógrafos, ocorreu em 19 de agosto, Dia Internacional Humanitário (ONU), no âmbito do XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza.  Haverá também lançamento - e exposição "Infância Refugiada" - na Casa Nara, no Rio de Janeiro/RJ, em 19 de setembro, e no Espaço Al Janiah, em São Paulo/SP, no dia 25 de setembro. 

O livro fotográfico bilíngue intitulado “Infância Refugiada - Retratos de um Conflito” da fotógrafa cearense Karine Garcêz, que percorreu desde 2012 países do Oriente Médio como Faixa de Gaza, Palestina e Síria sob conflito e ocupação, Líbano e Turquia, despertou sua sensibilidade para dar um testemunho visual do que presenciou, dentro de uma missão da Organização Não-Governamental Holandesa Al Wafaa Campaign. A obra será lançada, em 19 de agosto (Dia Internacional Humanitário da Organização das Nações Unidas - ONU), às 17h, no estande Expressão Gráfica (81), durante a XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, em Fortaleza. Evento contará com roda de conversa e sessão de autógrafos. 

Sobre a obra

De volta ao Ceará e como fruto dessa experiência, Karine Garcêz desenvolveu a Exposição “Infância Refugiada” no Museu da Imagem e do Som. Dessa iniciativa nasceu a ideia de produzir um livro fotográfico de fácil manuseio e compreensão didática, acessível e bilíngue (português/inglês), em que se possa levar esses registros e suas reflexões para todo o país. A proposta conceitual se consolida de caráter documental, cujas imagens em preto e branco variam de tamanho conforme expressão estética, divididas por blocos de países e apresentadas textualmente. Com muita sensibilidade no olhar, soube captar em formas delicadas e belas expressivas imagens com cenas do cotidiano de meninos e meninas, suas expressões de espanto, ternura e de afetos, cenas de descontração e lazer, mesmo em meio à dura realidade da guerra.

Ainda há essa vivência em texto juntamente com os desenhos feitos por crianças palestinas, convidando o leitor a colorir encerrando o livro, que conta com texto de apresentação do Professor de Filosofia e ex-diretor do Museu da Imagem e do Som do Ceara, Dilmar Miranda, e Prefácio do Professor Dr. Wajih Abderrahman, da Universidade Al Isra de artes da Jordânia.

Esta publicação compreende a força da imagem enquanto fonte de estímulo e memória histórica neste assunto delicado e perturbante, bem como na relevância de propagá-lo. Inovador pela circunstância que o envolve e pelo desafio enfrentado pela fotógrafa no registro das imagens.

 

Lançamento do Livro e exposição Infância Refugiada 

No Rio de Janeiro, dia 19 de Setembro, na Casa Nara 

Rua Teofilo Otoni, 134 sobrado Bairro Centro Rio de Janeiro - RJ CEP 20090-070

 

São Paulo/SP`, dia 25 de Setembro, no Al Janiah

Rua Rui Barbosa, 269 - Bela Vista