Zahi Hawass vem ao Brasil inaugurar museu sobre Tutancâmon

sex, 23/08/2019 - 11:04
Publicado em:

Arqueólogo egípcio virá ao Brasil novamente em setembro. Ele vai dar palestra, lançará livro e participará da inauguração do museu ‘O Rei Menino de Ouro: Tutankhamon’, em Curitiba.

O arqueólogo egípcio Zahi Hawass vem ao Brasil novamente em setembro para inaugurar um museu dedicado a Tutancâmon, faraó que governou o Egito de 1.334 a 1.325 a.C. No dia 06, Hawass fará uma palestra sobre o reinado e, a partir do dia 07, o museu O Rei Menino de Ouro: Tutankhamon(foto acima, em perspectiva artística) será aberto para visitação.

Especialista na história do faraó, Hawass deu consultoria e desenvolveu o conceito do novo museu, que fica dentro do complexo centrado em história egípcia, o Bosque Rosacruz, em Curitiba. O local é administrado pela organização Antiga e Mística Ordem Rosacruz (Amorc). Ali, já existem o Museu Egípcio e Rosacruz e o Complexo Luxor, espécie de museu a céu aberto.

zah
Zahi Hawass (centro) virá ao Brasil em setembr

 

 

A parceria entre a Ordem Rosacruz e o arqueólogo egípcio teve início no final de 2018, quando Hawass veio ao Brasil para uma série de palestras, conforme a ANBA noticiou. Para compor o novo espaço, o museu adquiriu cerca de 70 peças vindas direto da capital egípcia. Produzidas pelo laboratório do Conselho de Antiguidades do Egito, os objetos são réplicas fiéis aos originais encontrados na tumba de Tutancâmon em 1922, quando foi descoberta.

“Basicamente, todo acervo [do novo museu] veio do Cairo. Haverá dois andares. No primeiro, teremos ambientes sobre a descoberta da tumba e sobre Tutancâmon como rei do Egito. No segundo, outros dois temas, um sobre a concepção de morte dos egípcios, e o outro que vai falar da morte e sepultamento do rei”, explicou à ANBA Vivian Tedardi, supervisora cultural do Bosque Rosacruz.

 

museu
Perspectiva artística de um dos ambientes do novo museu (foto: divulgação)

 

 

O plano do museu, elaborado pela empresa italiana Laboratorio Rosso, engloba projeto museológico, museográfico, o design gráfico e a produção de materiais audiovisuais. Os conteúdos produzidos, como um vídeo que mostra a múmia do faraó com amuletos e suas funções, são resultados de pesquisa médica, teorias e fatos sobre sua vida e morte, feitos com apoio de Hawass. “Todos [da equipe do museu] estão bastante motivados porque isso amplia a maneira que temos de divulgar a história do Egito Antigo. O museu ‘O Rei Menino de Ouro: Tutankhamon’ nos abre a possibilidade de divulgar ainda mais a história do Egito Antigo”, afirmou Tedardi.

Palestra

Além da inauguração, Zahi Hawass fará uma palestra também com o nome “O Rei Menino de Ouro: Tutankhamon”. A apresentação ocorrerá no dia 06 de setembro, às 19h00, na Ordem Rosacruz. A entrada custa R$200 (inteira) e R$100 (meia). Será possível assistir por transmissão on-line, ao preço de R$50,00. Após sua fala, Hawass vai lançar o livro “Montanhas dos Faraós” em primeira edição traduzida para o português, com sessão de autógrafos.

Serviço

Palestra O Rei Menino de Ouro: Tutankhamon
Dia 06 de setembro
Das 19 às 22 horas
Auditório H. Spencer Lewis – Ordem Rosacruz, Amorc – Rua Nicarágua, 2620 – Bacacheri – 82515-260 – Curitiba, Paraná
Entrada: R$ 200; Meia R$ 100
Transmissão On-line: R$ 50,00
Ingressos pelo site.

Inauguração do museu O Rei Menino de Ouro: Tutankhamon
Dia 07 de setembro
A partir das 10h30
Entrada: R$ 24 inteira e R$ 12 a meia
Ordem Rosacruz, Amorc – Rua Nicarágua, 2620 – Bacacheri – 82515-260 – Curitiba, Paraná