Mostra Mundo Árabe de Cinema em Casa estreia online com documentário sobre a vida em Gaza

sab, 29/08/2020 - 02:41
Publicado em:

Abertura foi realizada nesta sexta (28) com transmissão pelo YouTube do ICArabe.

Celebrando a diversidade do cinema dos países árabes e a solidariedade entre os povos, começou nesta sexta, 28 de agosto, a Mostra Mundo Árabe de Cinema em Casa. A abertura da edição 2020 do evento foi realizada online com transmissão pelo YouTube do ICArabe.

Participaram da cerimônia virtual o professor Mohamed Habib, presidente do Instituto da Cultura Árabe-ICArabe, Rubens Hannun, presidente da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira-CCAB, Danilo Santos de Miranda, diretor do Departamento Regional do Sesc-SP, professora Soraya Smaili, fundadora do Instituto da Cultura Árabe-ICArabe e idealizadora da Mostra Mundo Árabe de Cinema, Arthur Jafet, diretor cultural do Instituto da Cultura Árabe- ICArabe, e Silvia Antibas, diretora cultural da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira- CCAB. Clique aqui para assistir na íntegra à abertura do festival.

Logo após a abertura, foi disponibilizado na plataforma da Mostra (mundoarabe2020.icarabe.org) o filme "Gaza". Inédito no Brasil, o documentário traz um retrato cinematográfico e enriquecedor de um povo que tenta levar uma vida significativa contra os escombros de um conflito perene.

A partir deste sábado (29), todos os outros filmes podem ser acessados e assistidos por quem se cadastrou. E a partir de 31 de agosto na plataforma Sesc Digital www.sescsp.org.br/cinemaemcasa (de 31 de agosto a 27 de setembro). Acesse a plataforma e faça sua inscrição para assistir aos filmes.

Realizada exclusivamente online, a Mostra Mundo Árabe de Cinema em Casa, que fica em cartaz online a27 de setembro, é uma realização do Instituto da Cultura Árabe – ICArabe, com correalização do Sesc São Paulo – Serviço Social do Comércio e CineSesc e patrocínio da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira.

A Mostra ainda trará três encontros online: dias 3, 4 e 11 de setembro. Saiba mais aqui.

gaza

Gaza

VEJA PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Ano: 2019

Duração: 100 minutos

Idioma: Árabe

Gênero: Documentário

Direção: Garry Keane e Andrew Mc Connell

Elenco: Karma Khaial, Ahmed Qassem, Mahmoud AlRiyashi, Ahmed Jamal Al Aqraa, Habi Abou Alqoran, Ibrahim Abu Alqas, Manal Khalafawi, Aida Abu Sitta, Mohammed Allouh, Ali Abu Yassin

Países: Irlanda e Palestina

Trailer

Sinopse

Gaza nos leva a um lugar único fora do alcance das reportagens da televisão para revelar um mundo rico em personagens eloquentes e resilientes, oferecendo-nos um retrato cinematográfico e enriquecedor de um povo que tenta levar uma vida significativa contra os escombros de um conflito perene. O documentário é uma coprodução germano-irlandesa-canadense com a Real Films, Filmoption International, Fine Point Films, Gebrueder Beetz Filmproduktion e ZDF em cooperação com a ARTE.

Isto é Gaza como nunca antes vista. Longe de ser um local de miséria, é uma terra de sorrisos, alegria e até mesmo momentos breves de esperança. São tecidos esses elementos com fios de desespero, frustração e fadiga, permitindo ao público olhar com maior profundidade e entender que a vida em Gaza se move em ciclos, com o passado pesando sobre qualquer esperança futura.

Sobre os diretores

Garry Keane, diretor e produtor

Em 1992, depois de estudar cinema no London College of Communication e na Irish National Film School, trabalhou como diretor de fotografia em Nova York e Londres, antes de se estabelecer na Irlanda, onde foi documentarista nos últimos 25 anos. Nesse período, Garry dirigiu mais de 100 horas de documentários de TV para emissoras europeias e americanas em mais de 20 países. Em 2011, montou a Real Films e, desde então, os documentários de Keane foram indicados para 11 prêmios da Academia Irlandesa de Cinema e Televisão, ganhando quatro, incluindo dois na categoria Melhor Diretor de TV em 2013 e 2018.

Andrew Mc Connell

É um fotógrafo premiado que cobre eventos mundiais há mais de 15 anos. Seu trabalho frequentemente se concentra em temas de conflito e deslocamento e apareceu em muitas das principais publicações do mundo. Andrew trabalhou profundamente em questões como a crise dos refugiados na Síria, o conflito na República Democrática do Congo e o povo sarauí, esquecido do Saara Ocidental, pelo qual foi premiado com o primeiro lugar no World Press Photo Awards. Baseado em Beirute, trabalhou no Oriente Médio nos últimos 8 anos. Gaza é seu primeiro trabalho como cineasta e dá continuidade aos seus projetos fotográficos no território sitiado, iniciados em 2010. Entre várias homenagens, Andrew ganhou dois prêmios de primeiro lugar no World Press Photo Awards, quatro prêmios da National Press Photographers Association, incluindo o prestigioso Best of Show, o primeiro lugar no Pictures of the Year International e 2 Sony World Photography Awards.